Uau! Você não vai acreditar na história por trás dessa coleção de Ferraris que vai a leilão

Um acervo de modelos incríveis

leilão de Ferraris
(Foto: RM SOTHEBY'S)

Tudo começou em 2004, quando o furacão Charley devastou a Flórida e atingiu um celeiro perto de Kissimmee, onde esses carros estavam guardados. Eles ficaram cobertos de poeira, com pneus furados e até mesmo parte do teto desabou sobre eles.

leilão de Ferraris modelos
(Foto: RM SOTHEBY’S)

Essas Ferraris pertenciam a um incorporador imobiliário chamado Walter Medlin, que teve alguns problemas com o Internal Revenue Service. O IRS acabou confiscando três dos carros por falta de pagamento, incluindo um 1976 308 GTB e dois modelos históricos: um 1966 P3 e um 1967 P4. No passado, a coleção também contava com um lendário 250 GTO e um 250 GT California Roadster.

Uma preciosidade que irá trocar de dono

leilão de Ferraris lançamento
(Foto: RM SOTHEBY’S)

Agora, após todos esses anos, os 20 carros restantes, ainda mostrando os danos causados pelo furacão, serão leiloados sem reserva durante a Monterey Car Week, na Califórnia. Espera-se que eles arrecadem cerca de US$ 15 milhões. A coleção permaneceu em Indiana por uma década, coberta de poeira, com pneus furados e sem funcionar, exatamente como estavam quando o celeiro desabou sobre eles.

A RM Sotheby’s, responsável pelo leilão, até planeja recriar o cenário do celeiro em Monterey, exibindo os carros em um diorama que simula o local onde foram encontrados, com vigas caídas e tudo mais. É realmente uma descoberta incrível, e não é fácil encontrar uma coleção como essa em qualquer lugar do mundo.

As principais raridades do acervo

Entre os destaques da coleção estão um raro 1966 275 GTB da Scaglietti, que participou do Salão Automóvel de Turim e da Targa Florio de 1966. Também chama a atenção um 1956 250 GT Coupe Special da Pinin Farina, que pertenceu ao rei Mohammed V de Marrocos. Apesar do desgaste na pintura, ainda é possível ver os traços de sua beleza original.

leilão de Ferraris clásssicas
(Foto: RM SOTHEBY’S)

Há também uma Ferrari 500 Mondial de 1954, que participou da Mille Miglia de 1954 e foi remodelada por Scaglietti para competir novamente na Targa Florio de 1956. E não podemos esquecer do 512 BB Competizione, um dos três carros preparados para correr nas 24 Horas de Le Mans de 1978. A pintura desse carro ainda preserva as marcas da corrida.

Com certeza, essa é uma oportunidade única para os entusiastas de carros clássicos. Essa coleção perdida e encontrada promete emocionar os amantes da Ferrari e colecionadores de todo o mundo. Será interessante ver quem dará os lances mais altos por essas preciosidades durante o leilão.

Leia também:

“Irmã” da Fiat Toro: Picape RAM Rampage começa a ser fabricada em Pernambuco

Quais descontos posso conseguir na compra de um carro novo?

Novo Honda City 2024: Preço, consumo, versões e ficha técnica